Polícia pede prisão de suposta jurista Cátia Raulino


Ex-professora é acusada de plágio por estudante e apresentou documentos falsos para tentar se defender

[Polícia pede prisão de suposta jurista Cátia Raulino]Foto : Divulgação

Por Matheus Simoni

A Polícia Civil pediu a prisão da suposta jurista Cátia Raulino, acusada de plagiar trabalhos de alunas e exercer ilegalmente a advocacia em Salvador. O caso foi revelado em primeira mão pelo Metro1 em agosto deste ano. Nas redes sociais, Cátia ostentava palestras, cursos e aulas sobre Direito com larga experiência.

A prisão preventiva foi pedida pelo delegado ACM Santos, responsável pelo caso.

No entanto, após uma investigação e denúncias protocoladas ao Ministério Público da Bahia (MP-BA), foi apontado que ela não tinha nem mesmo graduação em direito.

Além da falta de títulos, a suposta jurista é acusada de plágio por ex-alunas. Após as primeiras matérias, outras denúncias surgiram contra a mulher que chegou a coordenar o curso de Direito da UniRuy na capital baiana.

Fonte: Metro1